Rendimento Real e Nominal

















No mercado financeiro, um dos principais pontos a ser considerado é a taxa de juros, que é a remuneração do dinheiro. Porém, nos deparamos frequentemente com os termos “rendimento nominal e rendimento real”.


·      Rendimento Nominal

Refere-se ao valor bruto, sem descontar as perdas decorrentes da inflação.

O cálculo dos valores nominais de um índice financeiro em um período de tempo, está disponível aqui

·      Rendimento Real

É aquele que realmente irá gerar riqueza ao investidor, pois é o valor final de um investimento após ser descontada a inflação acumulada no período. O investidor está sujeito a perda de poder aquisitivo em caso de alta de inflação


·      Cálculo da taxa real de rendimento

É comum que as pessoas para retirarem os efeitos da inflação de um investimento e descobrirem a sua rentabilidade real subtraiam uma taxa da outra, porém esta não é a forma correta de descontar a inflação de um rendimento. O método correto para se avaliar o rendimento real é descontando a inflação do retorno nominal.

A fórmula adequada é: (1 + rendimento nominal) / (1 + Taxa de inflação) -1.

Existem diversos índices que podem servir de referência para a inflação. Os mais utilizados são o IPCA e o IGPM, ou IGP-DI. Para consultar os valores, você pode acessar o site do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), que é a entidade governamental que realiza o cálculo oficial deste índice.